Snapchat: fim da plataforma pode estar no WhatsApp - Papo de Leigo

domingo, 18 de novembro de 2018

Snapchat: fim da plataforma pode estar no WhatsApp

Snapchat: fim da plataforma pode estar no WhatsApp


Por conta disso, talvez a adição dessas funcionalidades ao WhatsApp, aproximando-o do Snapchat, seja um dos primeiros passos a serem dados para a extinção completa do fantasminha. Só nos resta saber se o Snapchat também não tentará seguir o caminho contrário, se aproximando do mensageiro. Se isso for feito, que seja rápido, pois a cada dia que passa o fim está (aparentemente) mais próximo.

E você, ainda usa o Snapchat? Conta para a gente nos comentários qual a sua rede social preferida.


Como sabemos, a cada dia que passa o Snapchat caminha em direção ao seu fim definitivo tendo icônicas funcionalidades copiadas por diversas redes sociais, a exemplo do Instagram, do Facebook e até mesmo do WhatsApp.
Na verdade, a rede social do fantasminha tem encarado momentos difíceis nos últimos dois semestres. Apesar de ter ganhado mais de 10 milhões de usuários ativos globalmente em um ano – talvez por conta da sua reformulação, o app perdeu quase que 30% do que ganhou nos últimos dois semestres passados. Confira o gráfico a seguir.
Tratando especificamente do WhatsApp, o mensageiro mais utilizado do Brasil foi um dos últimos a ganhar o tão famoso recurso de histórias, possibilitando que usuários possam compartilhar um determinado momento de suas vidas por até 24 horas. Apesar de não ter a adesão vista no Instagram, por exemplo, o recurso é atualmente utilizado por 450 milhões de usuários diariamente, superando inclusive o Snapchat, que amarga uma marca de “apenas” 180 milhões.
Trazendo muito mais recursos atrelados aos seus Stories em relação a concorrência, a questão sobre o futuro do Snapchat paira sobre a possibilidade de redes amplamente usadas, a exemplo do WhatsApp, começarem a implementar alguns dos recursos vistos primeiramente no app.
Se hoje o WhatsApp abocanha uma parcela de usuários do app de compartilhamento rápido, a adição de filtros e máscaras ao recurso de história pode levar a um decréscimo de usuários ainda mais significativo ao Snapchat. E isso estamos citando apenas funcionalidades atreladas ao Stories.
Com a juventude efêmera que temos hoje onde cada momento é único e quanto mais volátil e passível de julgamentos futuros for uma determinada publicação ou mensagem, melhor, a adaptação de outros recursos, a exemplo das mensagens expiráveis, pode trazer ainda mais pessoas para o mensageiro, consequentemente tirando ainda mais usuários do Snap.
Utilizando como exemplo o Instagram, segundo alguns dados coletados, ao adicionar a possibilidade de enviar fotos expiráveis ou até mesmo permitir que as mensagens sejam apagadas sem limite de tempo, a rede social pertencente ao Facebook viu um crescimento mensal de mais 375 milhões de usuários a partir de abril de 2017.
Com a possibilidade de apagar o que já escreveu ou até mesmo definir um tempo para que o que foi dito seja apagado, as pessoas aparentemente ficam mais impulsivas e libertas, ganhando talvez uma certa atração em utilizar uma determinada plataforma ao invés de outra.
Por conta disso, talvez a adição dessas funcionalidades ao WhatsApp, aproximando-o do Snapchat, seja um dos primeiros passos a serem dados para a extinção completa do fantasminha. Só nos resta saber se o Snapchat também não tentará seguir o caminho contrário, se aproximando do mensageiro. Se isso for feito, que seja rápido, pois a cada dia que passa o fim está (aparentemente) mais próximo.
E você, ainda usa o Snapchat? Conta para a gente nos comentários qual a sua rede social preferida.